Folhas

Como o vento dá jeito nas folhas,
espalha-as, ventila a terra por baixo.

Como ele coopera com os aromas,
espalha-os, refresca o mormaço.

Como só ele mesmo entende a hora
em que deve iniciar a partida,

eu deveria ser como o vento
e silenciar meus ruídos. Eu acho

que o jeito dele em viver
é o mais certo (e escasso):

incólume, transitório,
sem rancor, sem feridas.