Adiamento

Nada está dito. Falta
ainda o amanhecer

e, em sua rasura, o destino
a indefinir o futuro de alguém.

Nada está feito ainda. Falta
também o que terá de vir.

Na ponta dos pés, como é seu feitio,
o tempo vai a correr.

Alguém precisa mesmo varar
o chão virgem da noite

e abastecer o futuro
com adiados finais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s