Arquipélago

Whatever there is, there is always more.
Susan Sontag

Além desta, outra margem em vista resta vazia
como essa luz que desapegou do azul.

No outro lado do espelho, alguém visita?
O céu austral sob as nuvens, para onde foi?

Mas esse arquipélago insinua-se ainda
na costa de onde emergiu.

Uma palavra sua palavra me insistia
tão boa lembrança.. Que aconteceu?

E o velho afago, talho na carne,
por que sumiu?

Olham para trás o tempo e suas ruínas.
Olho também. Mas não sou eu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s