Mary Shelley

Suprido por fragmentos
criei meu corpo novo.

Mas como me imaginaria
tão distinto do que fui?

Não sei se isso me inclui
ou, seja como for, detestaria

saber. Nem sei se o aprovo
com tais ferimentos…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s