Refém

à sepultura
de dias e noites
o tempo
como
um cavalo cego
persegue a noite
sem luz

desenvolto
e valente
persegue
sem saber
ao menos
o que
encontrar

é dele
toda a busca
a noite toda
também
e o escuro
é só dele
e um refém

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s