Pedra pome

Cada vez mais vou ficando incapaz do meu tamanho.
Devia fazer cada vez menos.
Demorar-me cada vez mais.
Até restar quem sou, preciso ir cedendo.
A cada dia um tanto.
E nem notar como isso vai me acontecer.
Perder todo os pedaços que sobram.
Exceder do que não preciso.
Vertê-lo de mim para fora.
Invadir-me ao contrário.
E lavar minhas palavras do que elas parecem ser.

Mas tenho também novas capacidades.
Mal caibo em mim, por exemplo.
Dou mais do que minhas economias suportam.
Estranho que pudesse até ter sido diferente.
Ter uma imagem para os outros maior ou menor que eu mesmo.
Muitas que sequer me frequentavam.

A minha voz, por exemplo, eu nem sei o que ela ainda sabe dizer.
Meu nome é diminutivo de outro maior que o meu.
Mas eu não vivo sob sua sombra.
Afastei-me a seu pedido.
Eu nunca o obedeci mesmo.

O nome é a única palavra de todas que chama o indivíduo por quem ele é.

Um dia farei o mesmo comigo.
Desobedecer-me.

E todo os meus tentáculos romperão de pronto.
Estou aprendendo como fazer.
A cada ano aprendo mais.

Dizem que no final há um vazio ou um novo lugar.
Eu só espero que tenha doces por lá.
Doces argentinos.
Ou um tango sureño.
Ou outra boa razão para salivar bastante.

A essa altura eu deveria ter também novas esperanças.
Não as tenho.
As que tinha gastaram-se como pedra pome.
E ainda assim as mantenho.
Mesmo que seu poder tenha se desmantelado eu as provoco.
Se forem mesmo boas, sobreviverão a mim.
Serão para meus filhos.
Que sejam.

A pedra pome é um esfoliante mineral usado para remover a pele morta dos calcanhares.

Mas os minérios não trocam com o corpo.
Isso só um corpo faz ao outro.
Os corpos são independentes e avulsos demais.
Deveriam muitos ser o mesmo.
Através de algum modo eles poderiam tentar.
E alegrar-se por isso.
As palavras são aves que avançam sobre as pontes.
Se eu pudesse trocar-me por outro eu penso que escolheria melhor.
Um mais sábio. Ou mais rico. Outro qualquer.
Mas gosto desse, ainda.
Nem tanto que o considere demais.
E nem tão pouco para levar-me tão a sério assim.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s