Sobrevivo

sobrevivo na palavra
sou seu arresto
e do que fica dela
me infesto

sobrevivo no que sobra
fui por ela aviltado
é o que meu corpo hoje cobra
de tanto ter suportado

antes da palavra eu suspiro
o ar da noite arrefece
e eu a ele inquiro
mas ele não tem interesse

sobrevivo e caso me falte
eu faço com que de repente
do nada eu a assalte
(ou então me cale somente)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s