Uma pequena fábula gigantesca

cabras

Contam que numa tarde remota de um tempo mais remoto ainda, o gigante Golias foi visto cuidando de uma cabra doente que havia se perdido da companhia cautelosa de seu pastor, que teria desabado de sono após um mês ininterrupto de pastoreio forçado. O gigante estava numa de suas muitas peregrinações pelo Neguev, quando testava sua resistência física à fome e à sede e viu a cabra extraviada pastando no que a princípio lhe pareceu ser um oásis e que, logo a seguir, se confirmou como um oásis mesmo. Numa cena que tempos mais tarde lhe passou pela cabeça, pouco antes de receber em plena testa a pedrada do futuro rei Davi, ele viu a si mesmo, como se fosse um deus, fazendo uma concha com a palma da mão e colocando gotas de água dentro da boca da cabra sedenta. Mas isso, contam as cabras, foi uma cena que passou pelos olhos dela antes de ser trucidada pelas mãos do gigante famélico, que viu nele o que ele não era e foi somente depois da ocorrência de tais fatos que se criou o significado para a palavra miragem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s