Chico Bento me representa

Cena de “O Shopping”.

Eu curto Calvin, Mafalda, o Snoopy, Radicci, Hagar O Terrível e o Logan, menino travesso da tira do meu amigo Flavio Soares. Entretanto, com todo o respeito, eu preciso dizer que de longe, muito longe, léguas a fio, o Chico Bento será sempre o meu personagem – a lápis – do coração. Não porque no fundo eu me saiba um matuto como ele, mas porque o Chico é mesmo fantástico. Se você gosta de literatura brasileira, vai ter muito trabalho para encontrar um personagem tão rico e complexo quanto o Chico. Se quiser ir um pouco além da literatura, vai perceber que, como pouquíssimos escritores, estudiosos, artistas e intelectuais lograram fazer, o Chico é um paradoxo da nacionalidade e um paradigma para a crítica da sociedade brasileira. O Chico é tudo isso e mais um pouco. E eu vou, a seguir, tentar explicar porque eu penso isso.

Antes disso, porém, preciso registrar minha felicidade por que meus filhos possam conhecer esse menino de pés descalços, chapéu esbugalhado e sorriso persistente, ainda. Num tempo em que perdemos enorme quantia de tempo com muito entretenimento inexpressivo, o Chico é como um regato intacto no imaginário infantil. O Chico, meus amigos, é fodástico sem ser fodástico, se é que vocês me entendem.

Voltando a linha de continuidade brevemente interrompida, vou começar a tentar explicar o que muito provavelmente você mesmo já começou a perceber por conta própria. Ou então tente lembrar de um personagem (de literatura, de novela, de tirinhas, de piadas, … ) tão consistente quanto o Chico. Um que, pela sua própria identidade e modo de ser, coloque em xeque todo o modo de vida “construido” para a urbanidade brasileira? Conhece algum que, mais que ele, ridicularize o critique o confinamento, a neurose urbana, a doença da pressa irreversível, o emudecimento das relações humanas, a precarização da alimentação, o embrutecimento do lazer e o fetichismo consumista? Nem gaste seu precioso tempo…

Provavelmente, o criador do Chico, o Mauricio de Sousa, possa ser plausivelmente criticado sob muitos aspectos, mas isso, pelo menos aqui, não tem interesse algum. É difícil para muitos estudiosos compreender o universo de produção cultural de um personagem infantil sem que deposite em sua análise os próprios preconceitos. A crítica, de um modo geral, transita alegremente dessa forma. É um dos modus operandi possível. Para mim, o Chico está noutra esfera, na afetiva. O Chico me convence de um modo que muitos argumentos sociologicamente sofisticados simplesmente me enfaram. Além do mais, desprezar um personagem que elabora tantas críticas e fala diretamente ao público infantil é quase um tipo de sordidez, para não ir muito longe. Enfim, cada um lê o que consegue, como diz a lei.

Porque eu devo ser um sujeito embestado das ideias e quis tirar umas dúvidas, fui pesquisar análises acadêmicas sobre o personagem Chico Bento. Uma das poucas que encontrei foi esse artigo aqui. Estou obrigado a dizer que poucas vezes encontrei uma análise tão friorenta quanto essa. Sei que nunca vou entender o espírito “crítico” que procura descontextualizar completamente a ficção na tentativa de compreendê-la, mas o sujeito aí, a despeito de seus predicados acadêmicos, é daqueles que usa o materialismo dialético até para analisar a aplicação da raiz quadrada. Ou seja, até é tecnicamente competente mas é infinitamente pobre de espírito. Reduz um dos personagens mais simpáticos e complexos das HQs, com intenso conteúdo educativo, ambiental e até mesmo sociológico ao estereótipo do caipira. Pois bem, então vou lhe aplicar do mesmo remédio e dizer que o limite da sua compreensão rançou num ideologismo barato que, se fosse plantado no chão, não nascia nada. Nem areia. Ara sô!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s